terça-feira, 18 de outubro de 2011

Filme português.

Gostei muito.
Apesar do final não ser aquele que estava à espera, e de ser um grande murro no estômago, vale mesmo a pena.
Cada vez mais os nossos filmes estão melhores.
Este passa bem por uma fita americana.
Faz-nos pensar nas coincidências da vida, ou destino, será que existe, quem nos move para tais acontecimentos, ou se já está tudo delineado.
A mensagem do António Feio sobre o filme, aplica-se muito bem.
Não guardem nada para amanhã, vivam cada momento hoje e agora.
Muito bom.

3 comentários:

  1. Ainda não tive coragem de o ver...
    Mas deve ser uma boa lição de vida!
    beijocas

    ResponderEliminar
  2. Vê, vale a pena.
    Eu gostei imenso.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar